terça-feira, 16 de agosto de 2016

E você precisa de ajuda...



"A Roda da Vida" - Imagem constante em monastérios do Budismo Tibetano, mas de autor desconhecido.



Ontem, voltou para casa
O gato e a madrugada em silêncio
Esperava. Era uma salva de palmas
pelo bom proceder,
mil trovoadas que faziam tremer a casa...
Quem conseguiria dormir com consciência tão
cansada?
E você precisa de ajuda.

Um laço que ata o nó no sapato,
aperta a gravata, desfaz a lã,
Mais um botão que prego e o
supermercado. A gente segue
assim, emendando...
Correndo, lavando, polindo,
trançando correntes e cadeados.
O abandono também é um muro, só que
impenetrável.
E do lado de dentro do peito
ninguém esta seguro,
E você precisa de...

O dia amanheceu tão lindo!
Céu radiante, sol, e é claro
Que logo a vida passeia vaidosa,
exibindo-se para as vidraças.
Sem graça, assista pela janela
As crianças que correm pela praça,
mais um corpo estendido na estrada,
mais uma menina grávida,
É tão sério como tudo passa...
E você, precisa...

O gerente do banco liga,
"- Os juros baixaram" - é uma piada?
Queria pedir música no Fantástico
Em 3 anos, 3 aluguéis em atraso...
Da insônia ao trabalho
E do trabalho ao insônia
É daqui a pouco,mais um fim de semana...
Em que o amor sobe pelo telhado, e canta!
E você,...

Com suas próprias mãos ergueu um castelo
Mesmo sabendo que elas viriam - e como vieram!
É tempo de recomeçar tudo de novo,
A terra esta nua, os cavalos no pasto,
Coloque para dançar uma nova música...
para animar nossa Semeadura - o enterro dos gafanhotos...
E...









segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Pescadoras



-Queria saber de quem é a foto, quem souber favor informar a referência.Extraí deste site aqui:http://www.leiaecocentral.com.br/pontal-do-parana-ira-reunir-pescadoras-para-debater-sobre-direitos-previdenciarios/


Pescadora...
Estendida em uma solidão dormente
Ofereço minha pele ardente
Ao céu e ao mar
Infinitos...

Sem escolha...
Sei que vou voltar,
quando sentir o pesar repuxar
E na língua o gosto do sal
Eu que sei da monção
Que esta vindo!

Estender  a rede,
E trazer à tona a manhã
Com sua irmã,
Mistérios do mar e
contos de assombração
Para teu irmão
Trazer as mãos cheias
De calos ao cais,
Como nossos pais,
Fazer uma canção de orar
por nós
Como nossos avós...

Meu silêncio
cerrado em concha,
Nos costões afiados
Do teu sorriso!

-Sonhos de prata,
 alegres pelas águas,
 dançando deslizam...